Educação para Pessoas com Necessidades Especiais

Rede de Bibliotecas Escolares 
 
Centrada na sua política de responsabilidade social, a Fundação Portugal Telecom celebrou  um protocolo com
 a Rede de Bibliotecas Escolares, no âmbito do programa “Todos Juntos Podemos Ler” que tem como principal objetivo a criação de bibliotecas inclusivas, capazes de proporcionar oportunidades de leitura para todos os alunos, nomeadamente, para os que têm necessidades educativas especiais. 
 
As bibliotecas escolares, ao abrigo destes protocolos, foram dotadas de equipamentos informáticos disponibilizados pela Fundação PT, computadores e tablets, e tecnologias orientadas para a acessibilidade às Tecnologias de Informação e Comunicação, tais como o PT JAWS,o  PT MagicKeyboard , o PT MagicEye,  o PT Grid2, o PT SPC e respetivos interfaces de acesso (manípulos ou ratos adaptados).
 

As bibliotecas, munidas dos recursos necessários, oferecem conteúdos acessíveis a todos, tais como livros em SPC, audiolivros, vídeos em LGP, ou livros sensoriais.  Os conteúdos produzidos, assim como algumas atividades registadas em vídeos, estão a ser partilhadas na plataforma SAPO Campus. Esta plataforma é uma rede social fechada desenhada para o contexto educativo que pode ser usada para a colaboração, partilha e comunicação aproximando a comunidade escolar.
 
O investimento da Fundação PT na comunidade escolar tem como premissa o respeito pelos valores das sociedades onde está inserida e baseia a sua atuação no compromisso de contribuir para a melhoria das condições de vida de todos, nomeadamente através de programas de sensibilização para inclusão social e tecnológica, escolar e profissional, promovendo o conhecimento, a informação e a comunicação.   

Rede de Bibliotecas Escolares – Continente (Ministério da Educação e Ciência)

Agrupamento de Escolas

Nº de Bibliotecas

Nº de escolas

Nº de alunos com NEE

45

133

206

3663

 

TeleAula - Direção-Geral de Educação

A Fundação PT disponibiliza 25 sistemas PT TeleAula destinados a alunos com necessidades educativas especiais, impedidos de frequentar presencialmente as aulas devido a situação de deficiência ou doença severa e identificados pelas respetivas Direções Regionais de Educação. Um dos “polos” do sistema é instalado na escola que o aluno frequenta e o outro, na sua residência ou na instituição onde reside.

Esta iniciativa  tem como base um protocolo estabelecido entre a Fundação PT e a Direção-Geral de Educação, entidade coordenadora do ensino especial do Ministério da Educação.

TeleAula - Acreditar

No âmbito deste projeto a Fundação PT disponibiliza 5 sistemas PT TeleAula destinados a crianças e jovens em idade escolar com doenças severas, impedidos de frequentar presencialmente as aulas devido a situação de convalescença, identificadas pela Acreditar em estreita cooperação com as escolas e a família das crianças.

Um dos polos do sistema é instalado na escola que o aluno frequenta e o outro na sua residência; ou um dos polos do sistema é instalado numa escola de referência e o outro nos hospitais do Instituto Português de Oncologia ou na Casa da Acreditar.

TeleAula – ISCTE-IUL

A Fundação PT disponibiliza sistemas PT TeleAula destinados a jovens universitários impedidos de frequentar presencialmente as aulas devido a limitações neuromotoras graves.

Um dos polos do sistema está instalado no ISCTE-IUL e outros dois na residência de alunos.

TeleAula – Direção Regional de Educação da Madeira

A Fundação PT disponibiliza dez acessos à internet  à Secretaria Regional de Educação e Recursos Humanos, entidade coordenadora do ensino especial da Direção Regional de Educação da Madeira. Desta forma, os estudantes do ensino básico e secundário, da Região Autónoma da Madeira, impossibilitados de frequentar a escola de forma presencial poderão ter acesso remoto às aulas através de sistemas de videoconferência. 

 

Facebook Twitter Google+