Política de Apoios e Parcerias

A Fundação PT tem para oferecer muito mais do que uma simples concessão de apoios financeiros, como se poderá verificar pela consulta das várias páginas deste site. Estabelece anualmente um Plano de Atividades e procura ativamente parcerias que favoreçam a concretização das iniciativas que se propõe levar a cabo.

Paralelamente, recebe todos os anos centenas de pedidos das mais diversas naturezas. Muitos deles, embora de elevado mérito, não se enquadram nas áreas de intervenção prioritária da Fundação PT. Mas, ainda que tal não seja o caso, os recursos disponíveis e os compromissos entretanto já assumidos podem inviabilizar a sua aprovação.

A política de apoios encontra-se expressa nas áreas de intervenção consideradas prioritárias:

  • Saúde
  • Educação 
  • Acesso às Comunicações

Assim sendo, a Fundação PT:

  • só analisa candidaturas apresentadas através do seu formulário online de pedido de apoio;
  • privilegia o apoio a parceiros e programas que possam ser objeto de resultados quantificáveis em cada uma das áreas de intervenção prioritárias;
  • reserva-se o direito de obter informações junto das pessoas ou entidades responsáveis pelos projetos apoiados, a fim de avaliar o impacto social obtido;
  • não concede apoios cujo objetivo central seja o financiamento, total ou parcial, de despesas com viagens, independentemente da sua natureza e fins.

A Fundação PT apenas poderá conceder apoio a entidades que:

  • não dupliquem, ou não se sobreponham de forma significativa, à atividade de serviços da Administração Central do Estado ou dos Municípios;
  • façam referência a ações e resultados concretos, suscetíveis de se traduzirem num impacto mensurável. Para isso deverão ser especificadas, no formulário, quais as ações previstas e os resultados esperados;
  • disponham de escrituração que permita efetuar a verificação das suas receitas e aplicação das mesmas;
  • cumpram os requisitos legais no que se refere ao registo, bem como à legislação aplicável à atividade que desenvolvem.

 

Facebook Twitter Google+