Associação VOXLisboa

Combater a exclusão social dos sem-abrigo é uma área de atuação onde a Fundação PT se tem empenhado estabelecendo parcerias com Associações especializadas em programas de reinserção e acompanhamento destas situações. Este ano, no passado mês de março foi criada a Associação VOXLisboa, uma associação sem fins lucrativos, com quem a Fundação PT estabeleceu uma parceria para a promoção da saúde, nomeadamente:

  • Acompanhamento personalizado, humano e regular de pessoas em condição de sem-abrigo, visando estabelecer uma relação de ajuda pessoal, assim como melhorar as suas condições de vida, através de apoio psicológico e social;
  • Prestação de cuidados e tratamentos básicos de saúde, evitando o internamento em instituições de saúde;
  • Promoção da dignidade humana através de um acesso mais próximo à saúde de forma digna;
  • Desenvolvimento Pessoal e Profissional dos voluntários.

A Associação VOXLisboa presta cuidados de saúde a pessoas socialmente desfavorecidas. São projetos desta Associação, o projeto “Rua Com Saúde” que apoia aproximadamente 700 pessoas por  ano e o projeto “Bairro com Saúde”, em que são acompanhadas no domicilio mais de uma dezena de famílias, estando ainda em vista a realização de protocolos com mais de 20 famílias ligadas às instituições - Mais proximidade Melhor Vida (Baixa Chiado) e ao Centro Social e Paroquial São Jorge Arroios (Unidade Humanitude em Arroios).

A Fundação PT assegura  o acesso a comunicações durante 12 meses, nomeadamente através de  equipamentos e serviços de comunicação.  A disponibilização destas tecnologias de informação e comunicação (TIC) permitirá  o registo das situações clinicas das pessoas e o posterior encaminhamento para o SNS, sempre que necessário. As situações clinicas são identificadas, acompanhadas e registadas por voluntários do projeto que, na sua maioria, são profissionais de saúde.

O sucesso desta parceria será medido  e partilhado com a comunidade, disponibilizando periodicamente informação sobre o número de pessoas acompanhadas, os eventos de saúde realizados ( conversa terapêutica; medicação prescrita, exame objetivo, encaminhamento / acompanhamento ao  SNS) e a aferição estatística dos níveis de dependência, dor e demência dos pacientes - estabelecido de acordo com os padrões definidos pelo Núcleo de Estudos da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna. Esta avaliação sistemática permitirá obter a evolução das pessoas acompanhadas ao longo das sucessivas observações.

Facebook Twitter Google+