Dar destino ao IRS é um gesto responsável e solidário 2 Abr

Dar destino ao IRS é um gesto responsável e solidário

O direito de atribuir o IRS a uma instituição de solidariedade social, não implica qualquer perda para o contribuinte e garante um apoio fundamental para cidadãos em situação de vulnerabilidade.

consignação de 0,5% do IRS liquidado  – imposto cobrado pelo Estado depois de abatidas as deduções à coleta – é uma das formas mais simples de os cidadãos poderem apoiar uma causa social. Em vez de o IRS ficar todo nos cofres do Estado, o contribuinte poderá atribuir essa percentagem a uma instituição e, neste caso, a sugestão é atribuí-lo à Fundação PT.

O contribuinte não pagará mais, no caso de haver lugar à entrega de imposto adicional, nem receberá menos, se tiver direito a ser reembolsado. O dinheiro será retirado ao montante de imposto (retido ou a pagar) destinado ao Estado e encaminhado por este para a instituição escolhida por cada contribuinte.

Cada contribuição pode parecer insignificante, mas, o resultado angariado pode ter grande impacto na vida de muitas pessoas. 

A intervenção da Fundação PT com o valor de IRS que lhe for atribuído

O valor que vier a ser atribuído à Fundação PT, irá servir para dar esperança, à esperança de vida! O envelhecimento da população é actualmente, uma realidade que representa um enorme desafio civilizacional às sociedades contemporâneas, exigindo delas, a criação de estratégias voltadas para vida ativa e para inclusão social e económica desta crescente faixa etária.

Em Portugal a população acima dos 65 anos de idade já é superior a 20% da totalidade da população nacional e tende a ser mais expressiva a cada ano que passa.

É possível ainda hoje esperar o pior e o melhor desta evolução da estrutura etária. Tudo depende da vontade do presente. E, tudo indica que a mudança para a inclusão social dos idosos deve alicerçar-se no envolvimento de cada cidadão e da sociedade.

Neste sentido, a Fundação PT, procura ser um agente de mudança positiva na sociedade portuguesa sobretudo nas áreas onde as tecnologias de comunicação e a acessibilidade digital possam fazer a diferença para a inclusão social e bem-estar da população. Por isso, o tema do envelhecimento ativo e do bem-estar da população sénior está a ser endereçado pela Fundação PT, através de um programa de intervenção a nível nacional, para o qual tem procurado um conjunto de parceiros relevantes e estratégicos e, onde se destacam também todos os cidadãos que entendam atribuir o seu IRS a esta causa. 

É para este programa de apoio à integração social e bem-estar dos séniores que a atribuição do IRS à Fundação PT irá contribuir! Sabendo sempre que consignar 0,5% do IRS, não implica qualquer perda para o contribuinte.

Para o fazer, basta assinalar essa intenção antes de submeter o IRS, procedendo de acordo com os seguintes passos:

Ao preencher o Modelo 3 do IRS, deverá assinalar no quadro 11, campo 1101, que a instituição por si escolhida é uma instituição particular de solidariedade social, indicar o Número de Identificação de Pessoa Coletiva (NIPC), vulgarmente designado por Número de Contribuinte, que no caso da Fundação PT é o – 506 421 104 -, e assinalar que é referente ao IRS. 



Tal como a Fundação PT, há outras entidades autorizadas a ter este benefício, embora cada contribuinte só possa escolher uma. A lista de entidades autorizadas a beneficiar do valor da consignação de IRS relativo ao ano de 2017 está disponível no Portal das Finanças/ Apoio ao Contribuinte/ Entidades . Consultar a Listagem.

Facebook Twitter Google+