Fundação PT promove leitura como fator crítico de cidadania 12 Jul

Fundação PT promove leitura como fator crítico de cidadania

A Fundação PT aposta na promoção da cidadania cultural reforçando o país com mais uma cabina de leitura, desta vez, em Santa Maria Maior. 

Num movimento de valorização da leitura como direito humano e condição do livre exercício da cidadania cultural a Altice Portugal, através da Fundação PT, inaugurou assim a primeira microbiblioteca numa zona histórica de Lisboa, nascida a partir de uma antiga cabine telefónica.

A sessão de inauguração, contou com o Presidente Executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, o Presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, Miguel Coelho numa associação com vista à valorização do livro como ferramenta fundamental de apoio à literacia e ao sentido crítico que uma sociedade tecnológica e tão rica em informação exige.


A nova microbiblioteca de Santa Maria Maior, à semelhança das várias microbibliotecas já distribuídas um pouco por todo o país, incluindo Açores e Madeira, são dinamizadas pela Fundação PT, que reaproveita cabines telefónicas e, mediante parcerias com entidades autárquicas ou outras, assegura a sua adaptação, colocação e dinamização com o objetivo de estreitar laços comunitários, exercitar a cidadania e fomentar a leitura num espaço totalmente inesperado, com o mote: "Levar, doar, ler, devolver".

Autênticas bibliotecas comunitárias, as antigas cabines telefónicas da Altice Portugal permitem materializar uma iniciativa de promoção da leitura pela integração no seu interior, não de um telefone público, mas de um conjunto de livros, numa consagração do ato de ler.

De acordo com o Presidente Executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, que trouxe um livro da sua biblioteca pessoal para ser trocado por outro da minibiblioteca de Santa Maria Maior,  «por mais gigas que possam ser consumidos na rede da Altice Portugal, não é comparável, nem será mensurável o valor aportado pelo livro e a leitura na formação e na construção do pensamento, desde a raiz, desde as primeiras leituras, desde a escolaridade infantil. É nesse pressuposto que a Altice Portugal, através da Fundação PT, endereça este projeto, enquadrado numa lógica de responsabilidade social e enraizamento da cidadania».

A reconversão das cabines telefónicas antigas inspira-se num movimento iniciado na pequena aldeia de Westbury-sub-Mendip, no sudoeste de Inglaterra, onde os seus moradores procuraram transformar uma das cabines telefónicas classicamente encarnadas na mais pequena biblioteca do mundo. Em Portugal, este projeto iniciou-se pela mão da Fundação PT, em 2013, em Barcelinhos, tendo o sucesso da ação justificado o enraizamento já de perto de 20 cabines telefónicas transformadas em diversos tipos de equipamento urbano, espaços criativos, vocacionados para a leitura. Saiba + 

 

Facebook Twitter Google+