Escola de Verão Júnior promove iniciativas de cultura, ciência e arte 13 Jul

Escola de Verão Júnior promove iniciativas de cultura, ciência e arte

A 7.ª edição da Escola de Verão Júnior da Escola Superior de Educação de Coimbra, decorreu em julho, depois de terem passado pela iniciativa, 280 alunos.

O programa é destinado a estudantes do 5.º ao 12.º ano e tem como parceiros os municípios de Arganil, Condeixa-a-Nova, Góis, Mealhada, Miranda do Corvo, Penela, Soure, Tábua e a Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais, na região de Coimbra.

Animação socioeducativa, arte, design, comunicação, multimédia, desporto, lazer, estudos musicais aplicados, línguas (incluindo Língua Gestual Portuguesa), teatro e educação são as áreas que a Escola de Verão proporcionou nesta edição, que se desdobrou em 18 atividades distintas.

A Fundação PT financia 11 das atividades da Escola de Verão, nomeadamente nas áreas das tecnologias da informação e comunicação, empreendedorismo e Língua Gestual Portuguesa, e apoia simultaneamente desde 2014, cerca de 100 bolsas destinadas à participação de jovens carenciados.

Em todas as atividades os alunos foram acompanhados por docentes, investigadores e estudantes do instituto Politécnico de Coimbra.

De acordo com a coordenadora deste projeto, Luísa Almeida, “ a Escola de Verão Júnior tem sido um sucesso, ano após ano…. com as câmaras a quererem manter a continuidade dos projetos, e os alunos que repetem a inscrição”.


Esta edição arrancou a 18 de junho, e mais uma vez teve como objetivos auxiliar estudantes, que pretendam ingressar no ensino superior, na escolha de uma área de estudo que se adeque melhor às suas preferências e aptidões, e oferecer uma ocupação de tempos livres dinamizando atividades de lazer de elevado valor educativo, relevantes para o desenvolvimento pessoal e social dos jovens.

O programa educativo desenvolveu-se quatro dias por semana, entre as 09:30 e as 17:30, seguindo-se hora e meia de atividades recreativas que também preencheram as quartas-feiras, destinadas a visitar os municípios parceiros da iniciativa.

Graça Rebocho, da Fundação PT acompanhou os últimos dias desta edição e faz um balanço muito positivo do apoio a esta iniciativa, já que se trata sobretudo um “programa de cidadania e de responsabilidade social destinado a dotar alunos carenciados das competências necessárias para a sua melhor inclusão escolar e profissional”.

Já o presidente da Altice Portugal, Alexandre Fonseca realça que "este projeto tem ainda a particularidade de ser dirigido a crianças e jovens com maiores dificuldades, quer pela sua condição social, quer pela sua interioridade geográfica, tendo, em muitos casos, o primeiro contacto com a tecnologia, Internet e redes sociais".  Refere também que "Projetos como este são, por isto mesmo, chave para a Altice Portugal que, através da Fundação PT, promove a utilização das tecnologias de informação e comunicação, de um modo sustentável, nas geografias onde está presente, com o compromisso de intervenção social e apoio ao desenvolvimento”. A festa de encerramento desta edição realiza-se amanhã, sábado, no Parque da Cidade da Mealhada, pelas 14:30. Ver vídeo

Facebook Twitter Google+