“Online pelos Direitos Humanos” 11 Fev

“Online pelos Direitos Humanos”

No dia 5 de fevereiro, cerca de 140 países assinalaram o Dia da Internet mais Segura 2019, uma iniciativa Europeia que se comemorou em Portugal e se alarga a todo o mês de fevereiro.

Em Portugal, os Direitos Humanos online e os novos desafios para criar conteúdos na Internet foram o tema das comemorações num evento aberto ao público no Funchal, na Reitoria da Universidade da Madeira. A Fundação Altice, integrada no consórcio da Internet Segura em Portugal , esteve lá!

Os Direitos Humanos são importantes também no mundo digital, e baseiam-se no princípio fundamental da liberdade de expressão. A utilização das novas plataformas sociais potencia o exercício dessa liberdade, que, aliada ao anonimato, pode contribuir para informar e entreter, mas também para dar espaço a fenómenos como o discurso de ódio online.

No encontro, o tema foi abordado por Sabrina Vorbau, coordenadora do projeto europeu SELMA (Social and Emotional Learning for Mutual Awareness) que pretende assim, combater a utilização do “Discurso de Ódio” no meio digital; por Matia Losego, formador e ativista online; e por criadores de conteúdos web como o Rapper Malabá, o Youtuber SKILO e os atores que integram peça de teatro “ID, A tua Marca na NET 2.0”.

Participaram ainda especialistas, atores sociais e os parceiros do Consórcio do Centro Internet Segura, coordenado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT). Em 2019, o Consórcio passou a integrar também a APAV — Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, que assumiram a gestão da Linha Internet Segura (800 21 90 90) e da Linha Alerta (800 200 212), colocando a sua experiência no apoio às vítimas ao serviço da segurança online.

Durante o evento foram entregues os Prémios "Selos Segurança Digital”, que certificam as Escolas e Agrupamentos no âmbito da melhoria da segurança digital, e os prémios "Desafios SeguraNet”, que distinguem Escolas do ensino básico que respondem a vários desafios lançados ao longo do ano letivo sobre temas ligados à cidadania digital. Foram também conhecidos os vencedores do Passatempo “#joveMaiseguronanet”, que desafiou jovens a criarem cartazes originais que alertam para o uso responsável da internet.


O evento teve igualmente uma parte dedicada ao público mais jovem, que decorreu na Escola Básica dos 2.º e 3.º ciclos Dr. Horácio Bento de Gouveia, da Madeira onde foi apresentada a peça de teatro “ID, A tua Marca na NET 2.0” encenada pelos atores Pedro Górgia, Alexandre da Silva e Tiago Aldeia.

Ainda no âmbito do Dia da Internet mais Segura 2019, no dia 14 de fevereiro será lançada a série “Zig Zaga na Net”, um projeto de 30 episódios de conteúdo áudio sobre cidadania digital que será emitido na Rádio Online ZigZag. Trata-se de uma nova ferramenta produzida pelo Centro de Sensibilização CIS|FCT e o SeguraNet da Direção-Geral da Educação em parceria com a Rádio Online ZigZag – Antena 1-RTP.

As comemorações são promovidas pelo CIS, coordenado pela FCT e do qual fazem parte a DGE, o IPDJ — Instituto Português do Desporto e Juventude, a APAV, a Fundação Altice e a Microsoft Portugal. 

A Fundação Altice integra desde 2016, o Consórcio da Internet Segura de Portugal  "Vamos ensinar a comunicar em segurança" um lema que, desde o ano letivo de 2008-2009 tem movido os colaboradores Altice, em regime de voluntariado, a percorrer as escolas de Portugal com o objetivo de alertar, sensibilizar e contribuir, junto das comunidades educativas, para a utilização adequada das tecnologias de informação. Mais informações e inscrições em www.internetsegura.pt

 

Facebook Twitter Google+